Galo de Barcelos

 

O galo de Barcelos é o símbolo de Portugal, e  representa o país em qualquer parte do mundo. Ele está tradicionalmente associado a coisas positivas e a virtudes.

 

 

É uma peça de artesanato, geralmente feita em barro e pintadas com as cores que representa Portugal

Mas você sabe a história por trás da lenda do Galo de Barcelos? Por que o galo se tornou tão famoso?

Hoje, você vai conhecer a lenda do galo de Barcelos.

 

 

 

Barcelos

 

Barcelos está localizada no norte de Portugal perto de Braga. É uma cidade pequena, mas muito bem cuidada e com muitos jardins.

Barcelos possui uma das igrejas mais bonitas de Portugal, a Igreja de Bom Jesus da Cruz. A construção barroca com influência italiana foi construída no ano de 1710 e é considerada Imóvel de Interesse Público do país. O seu interior é cheio de azulejos azuis e brancos com imagens da Via Sacra.

E a cidade de Barcelos está no caminho de Santiago de Compostela e possui diversos alojamentos para os peregrinos que o percorrem com o objetivo de venerar as relíquias do apóstolo Santiago maior. Embora, atualmente o caminho tornou-se um itinerário espiritual e cultural de primeira ordem.

 

A Lenda do Galo de Barcelos

A curiosa lenda do galo está associada ao cruzeiro medieval que faz parte do espólio do Museu Arqueológico da cidade.

Aconteceu um crime em Barcelos que muito preocupava o povo e as autoridades, mais ainda por não se saber quem o cometera.

Por azar, um galego passava pela cidade, ele peregrinava pelo caminho de Santiago de Compostela. Como é evidente, o estranho tornou-se o suspeito número um.

Ignorando as justificações do peregrino, que dizia estar apenas a percorrer o Caminho como pagamento de uma promessa, foi imediatamente acusado, declarado culpado, e por fim condenado à forca.

No dia do julgamento, o peregrino pediu a presença de um juiz. Assim que o teve à distância da voz, disse ao juiz:
” é tão certo eu estar inocente, como é certo esse galo cantar quando me enforcarem.”

E apontou para um galo assado que estava numa mesa, pronto para ser servido. O povo riu perante tamanho absurdo.

No entanto, no momento em que o galego estava para ser enforcado, o galo voltou à vida, cantando alto bem à frente do juiz. Este, que viu assombrado o renascer do galo, aquele era um sinal da inocência do acusado. Correu até à forca e percebeu que, graças a um nó mal feito, o peregrino sobreviveu.

Foi então libertado, prosseguindo a sua demanda, e cumprindo o Caminho de Santiago.
Anos depois, retornou a Barcelos, onde construiu um monumento, em louvor a Santiago e á virgem, hoje conhecido como Cruzeiro do Senhor do Galo.

 

 

Trata-se de um monumento bruto, de acabamento tosco, mas de grande valor espiritual. Numa das faces do cruzeiro, encontramos Santiago Maior salvando o galego da forca, levantando-o pelos pés. Em cima, encontram-se o galo e o Cristo crucificado.

 

 

 

 

Se gostou do artigo, compartilhe com os amigos

 

Luci Buzo

 

 

 

 

Veja também:

Ferro de passar a carvão

O que é um Samovar?

Lanterna de Sinalização ferroviária

Qual a diferença entre Latão e Bronze

Receba as novidades por Email

No spam guarantee.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: