Usando tinta Spray em peças metálicas

 

Quem não gostaria de renovar uma peça em sua casa, que já está precisando de uma restauração, de forma rápida e fácil? Conciliar qualidade e baixo custo? A pergunta, embora retórica, precisa ser pensada, antes de ser respondida.

 

As tintas spray se encaixam nisso. Elas garantem um ótimo poder de cobertura e acabamento. Entram em lugares onde os pincéis e rolos não têm acesso. A secagem é rápida. E existem várias opções, tais como, tintas coloridas, metálicas, vernizes, e primers. É fácil de ser encontrado no mercado. E o custo é atraente.

 

 

Mas antes de tomar a decisão de usar a tinta spray em peças metálicas, você tem que levar em consideração alguns fatores:

 

* Para manusear a tinta Spray é necessário usar luvas, máscaras com filtro e ser aplicado em lugares bem ventilados. Os vapores liberados pelo aerosol são tóxicos.

*O local onde a tinta será aplicada deve ser forrado, com papelão, folhas de jornais, ou encerados de plástico. Pois, a nuvem do spray se dispersa no ar. (você não vai querer pintar a casa toda)

* A secagem da tinta é rápida ao toque até 30 minutos após a aplicação, mas a secagem total para manuseio é de 24 horas.

* A tinta spray não pode ser aplicada em temperaturas abaixo de 18ºC ou com elevada umidade relativa do ar. Pois, a tinta terá problemas de secagem e de acabamento, com a formação de pequenas bolhas na superfície da peça. Escolha locais e horários mais secos. E em dias de chuvas evite usar a tinta spray.

* O custo é atraente, mas dependendo do tamanho da área a ser aplicada o custo da tinta, é desestimulante.

 

Se ainda assim, a pintura com tinta spray, ainda é a sua melhor opção, vou descrever o passo-a-passo e dar algumas dicas sobre o processo.

 

Usando tinta spray em peças novas de metal 

 

É tentador passar tinta spray numa peça que nunca foi pintada. Mas, não é bem assim. Toda a peça que nunca recebeu uma demão de tinta, tem que ser preparada antes. E como fazer?

1- Remover todas as impurezas da peça, tais como, pó, oleosidade, fuligem e restos de massa corretiva (massa plástica, acrílica, etc). Esta etapa é importante para facilitar a aderência da tinta na peça. Usar pano seco, ou escovas macias para remover todo o pó. E para a oleosidade, você pode usar aguarrás ou thinner, com a ajuda de um pano ou de escovas (no caso, se a peça possuir baixos e altos relevos).

2- Aplicar uma demão de tinta fundo, que também, pode ser em spray, esses são os chamados primers.

         Antes da aplicação da tinta a lata deve ser bem agitada, para a homogeneização da tinta.
         Mantenha uma distância de 25 a 30 cm do bico da lata, até a peça a ser pintada. Isso evitará escorrimentos da tinta, e/ou se respingos que podem cair sobre o objeto a ser pintado.
 * Qualquer reparo na tinta, como respingos ou escorrimentos, devem ser corrigidos quando a peça estiver seca. Passe uma lixa fina, até a superfície estar niveladas. E continue com o trabalho.

A primeira demão da tinta deve ser uma camada bem fina, apenas uma pulverização na peça. Essa etapa serve para ancorar as próximas demãos.  Aguarde secar.

Passe mais uma demão da tinta primer. Uma camada mais espessa. E se houver a necessidade, passar uma terceira mão, até que a peça esteja coberta por completo.

 

3- Logo que a secagem do fundo primer estiver completa, a peça deve ser lixada, para que a porosidade do fundo seja nivelada. Para isso, pode-se usar uma lixa d’água 400 até a superfície ficar homogênea e lisa.

 

4- Novamente limpar a peça com pano seco para a remoção do pó. E assim, a tinta spray pode ser aplicada. O mesmo procedimento da pintura da tinta primer, deve ser utilizado com a tinta de acabamento (Item 2).

 

Usando tinta spray em peças oxidadas

 

É comum as peças metálicas se oxidarem, devido a ação da umidade e do ar. A oxidação costuma estufar, trincar ou manchar a pintura antiga. Nos casos das peças de ferro, a oxidação é mais agressiva e acaba corroendo o metal, isso se chama ferrugem.

Antes de pintar a peça, cuidados devem ser tomados:

 

1- Deve-se remover toda a oxidação e a tinta velha descascada, com o auxilio de uma espátula ou se houver a necessidade, escova de aço, mesmo que a peça já tenha corroído e formado buracos. (**)

**Se o metal sofreu corrosão, e formou buracos ou furos na peça, isso pode ser corrigido com massa plástica ou massa acrílica. Quando a massa estiver seca, nivele a superfície com uma lixa 150 ou 180 para ferro.

2- Lixar toda a superfície da peça a ser pintada. Você pode usar lixa para ferro de 150 a 180. Esse processo é importante para dar aderência na tinta a ser aplicada.

3- Neutralizar a ferrugem. Embora, existe no mercado um tipo de tinta spray para ser aplicada em metais oxidados, que funcionam como isolantes, eu aconselho a usar produtos desoxidantes, que reagem quimicamente com a corrosão e transformam o local inerte do ponto de vista da corrosão, deixando-a apta para receber a pintura.

4- A aplicação de um primer não precisa ser na peça inteira, somente nas partes que foram restauradas pela oxidação, ou nas partes onde o metal ficou exposto. A função de um fundo ou primer, numa peça a ser pintada é ajudar a promover a aderência da tinta na peça. Se a tinta que foi raspada não se soltou do metal é porque já está com aderência.

5- Proceder a pintura de acabamento da peça. O procedimento de pintura é o mesmo do Item 2 ao item 4 – Usando Tinta Spray em peças novas de metal. 

 

Usando tinta spray em metais não-ferrosos

 

Metais não-ferrosos, são todos os metais que não contém ferro em sua liga, tais como, alumínio, cobre, latão, bronze, chumbo, estanho, zinco, etc… Assim como todos os metais, os não-ferrosos também oxidam, não promovem uma oxidação corrosiva e severa como as ligas ferrosas, mas oxidam.

Essa é uma tendência comum dos metais, em formar uma camada de óxido na sua superfície, para protegê-lo das intempéries do tempo.

1- Se a peça for nova. Promover a limpeza da peça, retirando toda a sujeira, pó e oleosidade. Se houver a necessidade de remover a oxidação, pode-se usar uma lixa ou escova de aço.

2- Aplicar um fundo. Também existe no mercado tinta spray para metais não ferrosos, que são indicados como tinta fundo para alumínio. O processo de pintura é o mesmo do item 2 ao item 4 – Pintando peças de metal novas

Usando tinta spray em peças com tratamento de superfície

 

Nessa categoria se enquadram peças cromadas, bicromatizadas, com banho de latão, banho de níquel, de prata, de ouro, e peças de ferro galvanizadas. Para esse tipo de peças, o procedimento de pintura é o mesmo para metais não ferrosos.

 

Em suma, para a pintura de todos as peças metálicas, o processo de tratamento da superfície e o procedimento de pintura é o mesmo. O que difere é o tipo de primer a ser usado.

 

Espero ter ajudado!

Se precisar de ajuda, faça um comentário.

Se você gostou do artigo, compartilhe com seus amigos.

 

Luci Buzo

 

 

 

Veja também:

Usando tinta Spray em peças de madeira

pintando peças cromadas

Como fazer um lustre com cubas de fruteiras

Ligas metálicas

 

Receba as novidades por Email

No spam guarantee.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: